Santana do Ipanema - terça, 20 de fevereiro de 2018
Editorias
Agricultura
Assistência Social
Cultura
Educação
Esportes
Geral
Obras
Polícia
Política
Religião
Saúde
Turismo
Aspectos Históricos
História do Município
Armas
Aspectos Geográficos
Acidentes Geográficos
Território, Clima e Limites
Localização
Fotos / Arquivo Maltanet

Cultura
04/12/2017 - 20h 30min

Literatura: Em busca da Verdade - Por Luiz Antonio de Farias, capiá

Por Redação

“O cidadão é o indivíduo que tem consciência de seus direitos e deveres e participa ativamente de todas as questões da sociedade. Tudo o que acontece no mundo, seja no meu país, na minha cidade, ou no meu bairro, acontece comigo. Então eu preciso participar das decisões que interferem na minha vida. Um cidadão com um sentimento ético e consciente de sua cidadania, não deixa passar nada. Não abre mão desse poder de participação.”(Betinho)

Saí da minha querida terra há quarenta anos, mas minha terra nunca saiu de mim. Alguém já disse isso. Desde então todo mês, invariavelmente, enfrento os oitocentos quilômetros (ida e volta) que separam Recife de Santana, para oxigenar a memória, rever amigos e familiares (com passagem obrigatória pela Fazenda Belo Horizonte, de meu amigo e compadre Manoel Cirilo) e acompanhar o “desenvolvimento” da Fazenda Lagoa do Rumo, meu “doce prejuízo”.

Procuro sempre me inteirar sobre o dia a dia da cidade, para não deixar escapar “o fio da meada”. No mês passado, tive acesso a um panfleto que foi distribuído ao público, creio eu, no qual indicava que alguns desportistas, admiradores da nossa querida Associação Atlética Ipiranga, não se mostravam satisfeitos com o desempenho da atual diretoria, a qual, além da longevidade de comando, havia se tornado uma “caixa preta”, cercada de mistério, e inacessível aos simpatizantes do clube. De volta a Recife tomei ciência de uma manifestação do Sérgio Campos, através do facebook, onde basicamente ratificava os dizeres do panfleto ao qual me referi acima. As declarações foram replicadas por muitos correspondentes da referida rede social, mas por razões de ordem particular foram retiradas do referido veículo de comunicação.

Clique Aqui e veja a crônica completa

 
Voltar
© 2001/2018 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados