PARA DEUS TUDO É POSSÍVEL- Santana do Ipanema - segunda, 23 de outubro de 2017

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

ÔĽŅ
  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sert√£o
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
09/10/2017 - 18h 37min
Cultura

Historiador Frederico Pernambucano de Mello resgata história de Delmiro Gouveia

O visionário do Sertão, Delmiro Gouveia, será tema da palestra do historiador Frederico Pernambucano nesta terça (10) sobre os cem anos de morte do desbravador do NE. (Fotos: Reprodução)
Por Renata Arruda - Agência Alagoas

Empreendedor que transformou um povoado no Sertão nordestino em polo industrial no início do século XX será lembrado nesta terça-feira (10) na cidade que leva seu nome

O historiador dedicado ao Nordeste brasileiro Frederico Pernambucano de Mello, ex-superintendente do Instituto de Documentação, da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), dará palestra nesta terça-feira (10), às 19h30min, na Escola Estadual Delmiro Gouveia. O evento faz parte da agenda do Bicentenário da Emancipação de Alagoas e ocorre no município de Delmiro Gouveia.

Para o historiador, a comemora√ß√£o do centen√°rio de morte do desbravador do Sert√£o nordestino, Delmiro Agusto da Cruz Gouveia, √© de grande import√Ęncia. ‚Äú√Č uma grande emo√ß√£o voltar a Alagoas nesta data, uma vez que sou um grande admirador da figura de Delmiro. Um homem que teve tantas oportunidades, poderia ter seguido fun√ß√Ķes formais, seguir no caminho pr√©-determinado do Direito, mas seguiu pelo caminho oposto. Num universo latino, onde se via pouco trabalho e dedica√ß√£o, Delmiro seguiu a linha anglo-sax√īnica, era um vision√°rio e se tornou um grande empreendedor, urbanista e empres√°rio. Lembrar tal exemplo √© de grande import√Ęncia nos dias de hoje. Com suas ideias, Delmiro poderia ter criado at√© um partido pol√≠tico de t√£o atual‚ÄĚ, afirma Mello.

Autor do livro ‚ÄúDelmiro Gouveia: Desenvolvimento com impulso de preserva√ß√£o ambiental‚ÄĚ, Mello dar√° palestra em fun√ß√£o do centen√°rio de morte do pioneiro da industrializa√ß√£o do Sert√£o nordestino e explanar√° sobre a vida e morte do desbravador e vision√°rio.

“Graças a Delmiro, Recife pode orgulhar-se de ter um estabelecimento hoteleiro de grande porte por causa da vinda do Grande Hotel Internacional, inaugurado em 1899, junto com o Mercado Modelo. Ele ainda trouxe o primeiro shopping center brasileiro para a cidade. Montou o complexo de lazer conhecido como Pensão Derby, que tinha uma inspiração: a chamada Cidade Branca de Chicago, cenário construído para abrigar a Exposição Internacional em 1893. No Sertão, manteve o mesmo empreendedorismo, quando protagonizou a saga da construção da primeira hidrelétrica no semiárido brasileiro, aproveitando as águas do São Francisco.


Cangaço

Frederico Pernambucano de Mello ressaltou ainda os avan√ßos da Seguran√ßa em Alagoas, ao lembrar o grande feito da pol√≠cia alagoana que come√ßou pelo desmonte do maior grupo criminoso de uma √©poca, o canga√ßo. ‚ÄúAno que vem vamos comemorar 80 anos que a pol√≠cia alagoana frustrou os planos das pol√≠cias da Bahia e Sergipe ao eliminar o canga√ßo. Era o fim do grupo no Nordeste. Lampi√£o, Maria Bonita e seu bando estavam mortos crivados de balas de fuzil modelo 1908, da Pol√≠cia Militar de Alagoas‚ÄĚ, lembra.

No ano em que são comemorados os 200 anos de emancipação política do Estado, e também o centenário de morte do pioneirismo de Delmiro Gouveia, o Governo de Alagoas fará o memorial em homenagem ao desbravador do Sertão.

‚Äú√Č extraordin√°rio destacarmos os relevantes servi√ßos prestados por Delmiro Gouveia para toda a popula√ß√£o alagoana. Neste sentido, o memorial ir√° eternizar a hist√≥ria de um homem que num per√≠odo de 20 anos transformou a regi√£o em uma √°rea pr√≥spera‚ÄĚ, enfatizou.

Trajetória

Frederico Pernambucano de Mello nasceu no Recife, em 2 de setembro de 1947. Graduou-se em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco, em 1971, tendo exercido as fun√ß√Ķes efetivas de procurador federal at√© o ano de 2008, quando se aposentou.

Possui pós-graduação em Administração de Assuntos Culturais: Política e Gerência, pela Organização dos Estados Americanos/Universidade de Brasília/Centro Nacional de Referência Cultural, sob a direção do designer Aloísio Magalhães.

Na Fundação Joaquim Nabuco, integrou a equipe do sociólogo Gilberto Freyre, de 1972 a 1987, período em que, sob a orientação deste, direcionou seus estudos para a História Social da região Nordeste do Brasil, com foco nos aspectos de conflito, tendo publicado os seguintes livros:
Rota Batida: Escritos de Lazer e de Of√≠cio, Recife, Edi√ß√Ķes Pirata, 1983, pref√°cio de Alberto da Cunha Melo.

Guerreiros do Sol: Violência e Banditismo no Nordeste do Brasil, Recife, Editora Massangana/Fundação Joaquim Nabuco, 1985, prefácio de Gilberto Freyre (ora em 5ª edição pela Editora A Girafa, de São Paulo).

Quem foi Lampi√£o, Recife-Z√ľrich, St√§hli Edition, 1993, pref√°cio de M√°rio Souto Maior (ora em 3¬™ edi√ß√£o).

A Guerra Total de Canudos, Recife-Z√ľrich, St√§hli Edition, 1997,pref√°cio de Manuel Correia de Andrade (ora em 3¬™ edi√ß√£o pela Escrituras Editora, de S√£o Paulo).

Delmiro Gouveia: Desenvolvimento com Impulso de Preservação Ambiental, Recife, Editora Massangana/Fundação Joaquim Nabuco-CHESF, 1998, prefácio de Fernando Freyre.

Guararapes: Uma Visita às Origens da Pátria, Recife, Editora Massangana/Fundação Joaquim Nabuco, 2002.

Tragédia dos Blindados: A Revolução d 30 no Recife, Recife, Editora Massangana/Fundação Joaquim Nabuco, 2007, prefácios de Paulo Cavalcanti e Socorro Ferraz.

Estrelas de Couro: A Estética do Cangaço, São Paulo, Escrituras Editora, 2010, prefácio de Ariano Suassuna.

Benjamim Abrah√£o: Entre Anjos e Cangaceiros, S√£o Paulo, Escrituras Editora, 2012, pref√°cio de Eduardo Diatahy Bezerra de Menezes.

Na Trilha do Cangaço: O Sertão que Lampião Pisou, São Paulo, Editora Vento Leste, 2016, livro de arte com fotografias de Márcio Vasconcelos e curadoria de Maureen Bisilliat.

Guerra em Guararapes & Outros Estudos, São Paulo, Escrituras Editora, 2017, prefácio de Anco Márcio Tenório Vieira.

Possui diversos pr√™mios liter√°rios, a exemplo dos concedidos pela Funda√ß√£o Joaquim Nabuco (Pr√™mio Casa-Grande & Senzala de Interpreta√ß√£o da Cultura Brasileira ‚Äď 1986/7); pela Academia Pernambucana de Letras (Pr√™mio Othon Bezerra de Mello ‚Äď 1987) e pelo Governo do Estado de Pernambuco (Pr√™mio Especial Governo de Pernambuco ‚Äď 1990); pelo Festival de Cinema de Bras√≠lia (Melhor Pesquisa, destinada ao longa-metragem Baile perfumado ‚Äď 1996); pelo Conselho Estadual de Cultura (Diploma Gilberto Os√≥rio de Andrade ‚Äď 1996); e pela C√Ęmara Brasileira do Livro (Finalista do Pr√™mio Jabuti - 2011, √°rea de Ci√™ncias Humanas).

Frederico Pernambucano de Mello recebeu ainda diferentes distin√ß√Ķes honor√≠ficas civis e militares, dentre as quais a Ordem do M√©rito Capibaribe da Cidade do Recife, no grau de Grande Oficial, 1985; a Medalha Pernambucana do M√©rito Policial-Militar, 1986; a Medalha do M√©rito da Funda√ß√£o Joaquim Nabuco, 1988; o Diploma de Colaborador Em√©rito do Ex√©rcito Brasileiro, 1994; a Ordem do M√©rito Militar do Ex√©rcito Brasileiro, grau de Comendador, 1995; a Medalha do Pacificador, do Ex√©rcito Brasileiro, 1997; a Medalha do M√©rito do Servidor da Funda√ß√£o Joaquim Nabuco, classe Ouro, 2002; e a Comenda da Ordem do M√©rito Liter√°rio Jorge de Albuquerque Coelho, da Uni√£o Brasileira de Escritores, Se√ß√£o de Pernambuco, 2012.

√Č membro dos Institutos Hist√≥ricos de Pernambuco, Alagoas e Rio Grande do Norte, do Instituto de Geografia e Hist√≥ria Militar do Brasil, e da Academia de Hist√≥ria Militar Terrestre

   Comentários
Nome *
E-mail *
* Campos obrigatórios  
Comentário:

 Caracteres restantes : 1000
CAPTCHA Image
Digite o código de segurança da imagem acima: Obter outra imagem
 
 
© 2001/2017 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados