PARA DEUS TUDO É POSSÍVEL- Santana do Ipanema - segunda, 23 de outubro de 2017

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sertão
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
08/10/2017 - 15h 47min
Geral

INSS fará perícia em 16 mil aposentados por invalidez em Alagoas

(Fotos: Agência Brasil)
Por Tâmara Albuquerque | Portal Gazetaweb.com

Perícias vão começar a ser executadas na segunda quinzena deste mês

O Instituto Nacional de Seguridade Social, (INSS) anuncia que as perícias médicas para aposentados por invalidez começam a ser executadas na segunda quinzena deste mês, em Alagoas. Mais de 16 mil alagoanos serão convocados para as perícias. Em todo o país, serão revisadas 1.004.886 aposentadorias por invalidez.

A greve dos funcionários dos Correios, encerrada na última sexta-feira, 6, não prejudicou o processo de revisão realizado pelo INSS, segundo informa o responsável pela Comunicação do órgão no Estado, advogado Marcelo Lima.

Ele explica que os agendamentos para perícia continuam sendo realizados à medida que as notificações são entregues aos segurados. Ao receber a correspondência de notificação, o segurado deve entrar em contato com o INSS em até cinco dias e agendar a perícia ligando para o número 135, que funciona de segunda a sábado das 7 às 22 horas. A ligação não tem custos pelos telefones fixos e públicos e tem valor de uma ligação local se feita de celular.

A correspondência é expedida pelo Ministério de Desenvolvimento Social (MDS), em Brasília. O processo para revisão será estendido até dezembro de 2018. Segundo o Ministério, passarão pela perícia médica os segurados com menos de 60 anos que recebem a aposentaria por invalidez e estão sem fazer revisão do benefício há mais de dois anos.

Marcelo Lima explica que os maiores de 60 anos não estão incluídos nesse processo, como também os que têm 55 anos ou mais e que estejam recebendo o benefício há 15 anos, tanto de auxílio doença quanto de aposentadoria por invalidez.

   Comentários
Nome *
E-mail *
* Campos obrigatórios  
Comentário:

 Caracteres restantes : 1000
CAPTCHA Image
Digite o código de segurança da imagem acima: Obter outra imagem
 
 
© 2001/2017 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados