Santana do Ipanema - quinta, 23 de novembro de 2017

  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sertão
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
Pe. José Neto de França
Conheça o colunista Fale com o colunista
 

04/11/2017
VOCE SE CONSIDERA UMA PESSOA MEDROSA?
 
Assistindo, um dia desses, o filme “Harry Potter e a Ordem da Fênix”, um dos personagens citou uma frase que me fez dar uma pausa naquele exato momento para refletir um pouco sobre ela: “O medo obriga as pessoas a coisas terríveis!”

Mais que uma frase de efeito, uma verdade que se não for levada a sério pode provocar uma reviravolta na vida de qualquer pessoa, visto que ela trata de um sentimento que, sem controle ou superação, pode nortear o existir do homem levando-o ao caos, tanto do ponto de vista temporal, como também eterno.

O medo limita, bloqueia, desestimula, “embota” a inteligência, “cega”, torna o homem “surdo”, faze-o perder o senso crítico, a capacidade de perseverança no que quer que seja...

Logicamente não falo aqui dos medos naturais (do quente, do frio, de um animal peçonhento, das más companhias, dos riscos desnecessários...). Estes são até necessários para que o homem possa preservar sua própria vida, e a dos outros.

O medo começa a tomar vulto e influenciar negativamente a vida humana a partir do momento que ele extrapola o natural (pânico, fobia = medo mórbido). Ultrapassando o natural, deve-se logo tomar providências para que este seja controlado. E quanto mais cedo, melhor.

O existir humano, naturalmente está exposto a riscos. Se desde cedo o homem exercitar sua capacidade de discernimento (bem, mal, natural, sobrenatural...) ele saberá, dentro do grau alcançado por ele próprio, segundo sua vontade, liberdade, a lidar com suas coragens, seus medos...

E então? Você se considera uma pessoa medrosa?

Últimas publicações
- VOCE SE CONSIDERA UMA PESSOA MEDROSA?
- O HOMEM DIANTE DA MORTE
- SANTA MISSA NÃO É ENTRETENIMENTO
Colunistas
Antonio Machado
DO LIXO AO LUXO
Archimedes Marques
DELEGADO ARCHIMEDES CONTRA O MATA SETE
Augusto Ferreira
Solidariedade começa com pequenos gestos
Carlindo de Lira
INTERIORIZAÇÃO versus METROPOLIZAÇÃO
Carlito Lima
SOCORRINHO
Cicero de Souza Sobrinho (Prof. Juca)
Fabulosa
Clerisvaldo B. Chagas
Resposta Benigna a Machado
Djalma Carvalho
COLEGA, GOZADOR, POLIGLOTA
Fábio Campos
QUEM É ESTA MULHER?
João do Mato
O QUE É UM PROBLEMÃO PODE TORNAR-SE UMA SOLUÇÃO
Joaquim José Oliveira Chagas
RETALHOS DE UM PAÍS
José Ailson Ferreira Leite
ESPECIAL SEMANA SANTA - DOMINGO DE PÁSCOA
José Antônio (Toninho)
Cirurgiões-dentistas ganham autorização para solicitar exames complementares
José Avelar Alécio
ENSINO PÚBLICO DE ALAGOAS x ENEM
José de Melo Carvalho
AFONSO ALECIO GOMES, UM BANCÁRIO EXEMPLAR
José Malta Fontes
SERTÃO EM FLOR
José Vaneir Soares Vieira
VIII - A TERRA E O CÉU FUGIRAM DE DEUS - i
Luciene Amaral da Silva
DETALHES
Manoel Augusto
Jogos de azar !!!???
Maria Lúcia Nobre dos Santos
RIO BALDO
Marta Alves Lemos
Desabrochando pra vida!
Paiva Netto
Doe sangue
Pe. José Neto de França
VOCE SE CONSIDERA UMA PESSOA MEDROSA?
Pedro Cardoso Costa
ABRAÇO DE AFOGADOS
Rogivaldo Chagas
A NATUREZA DAS ESCOLHAS
Sibele Arroxellas
TAMBORIM

Últimas Atualizações
Doe sangue
DO LIXO AO LUXO
Lincoln, o prego e o reino
 
© 2001/2017 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados