Santana do Ipanema - quarta, 22 de novembro de 2017

  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sertão
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
Paiva Netto
Conheça o colunista Fale com o colunista
 

09/11/2017
Ásperas recusas
 
Em documento dedicado a todas as mulheres e homens de Boa Vontade, publicado em 28 de abril de 1992, no Correio Braziliense, quando refletia sobre o concretizar na Terra de uma profunda transformação de natureza espiritual, lembrando uma citação do saudoso jornalista, radialista e poeta Alziro Zarur (1914-1979) em 1953, destaquei a advertência de Rabindranath Tagore (1861-1941), grande poeta e pensador hindu, contemporâneo e amigo de Mohandas Karamchandi Gandhi (1869-1948), que meditava com humildade: “Graças Te dou, ó Deus, porque me salvas sempre com ásperas recusas”.
Exatamente, velho Tagore, visto que nem sempre o que pedimos a Deus é o melhor para nós.
Ora, o Apocalipse é uma Revelação Divina (Livro das Profecias Finais, 1:1): “Revelação de Jesus, o Cristo, que Deus Lhe deu para mostrar aos Seus servos as coisas que em breve devem acontecer, e que Ele, enviando-as por intermédio do Seu Anjo, notificou ao Seu servo João”.
Por isso, não pode ser algo que venha a atemorizar cumpridores de suas obrigações perante a própria consciência e a Consciência do Criador. (...) Deus quer o nosso bem, mesmo que não o saibamos ou não o entendamos.
Mas o Apocalipse, sobre o qual temos falado e muito mais pretendemos comentar, não pode ser analisado sob forma meramente literal, escrava das limitadoras dimensões de espaço-tempo terrenos, ou sob o reprovável critério do recalque.
Para finalizar estas palavrinhas, o importante é que jamais nos esqueçamos de que, se “Deus é Amor” (Primeira Epístola de João, 4:16), constitui também elevada Justiça, a qual só pode ser aplicada por Ele.
Muito apropriadamente concluiu Zarur, numa de suas memoráveis palestras: “A Lei Divina, julgando o passado de homens, povos e nações determina-lhes o futuro”.

José de Paiva Netto ― Jornalista, radialista e escritor.
paivanetto@lbv.org.br — www.boavontade.com


Últimas publicações
- Doe sangue
- Lincoln, o prego e o reino
- Brasil — vocação para o progresso
Colunistas
Antonio Machado
DO LIXO AO LUXO
Archimedes Marques
DELEGADO ARCHIMEDES CONTRA O MATA SETE
Augusto Ferreira
Solidariedade começa com pequenos gestos
Carlindo de Lira
INTERIORIZAÇÃO versus METROPOLIZAÇÃO
Carlito Lima
SOCORRINHO
Cicero de Souza Sobrinho (Prof. Juca)
Fabulosa
Clerisvaldo B. Chagas
Resposta Benigna a Machado
Djalma Carvalho
COLEGA, GOZADOR, POLIGLOTA
Fábio Campos
QUEM É ESTA MULHER?
João do Mato
O QUE É UM PROBLEMÃO PODE TORNAR-SE UMA SOLUÇÃO
Joaquim José Oliveira Chagas
RETALHOS DE UM PAÍS
José Ailson Ferreira Leite
ESPECIAL SEMANA SANTA - DOMINGO DE PÁSCOA
José Antônio (Toninho)
Cirurgiões-dentistas ganham autorização para solicitar exames complementares
José Avelar Alécio
ENSINO PÚBLICO DE ALAGOAS x ENEM
José de Melo Carvalho
AFONSO ALECIO GOMES, UM BANCÁRIO EXEMPLAR
José Malta Fontes
SERTÃO EM FLOR
José Vaneir Soares Vieira
VIII - A TERRA E O CÉU FUGIRAM DE DEUS - i
Luciene Amaral da Silva
DETALHES
Manoel Augusto
Jogos de azar !!!???
Maria Lúcia Nobre dos Santos
RIO BALDO
Marta Alves Lemos
Desabrochando pra vida!
Paiva Netto
Doe sangue
Pe. José Neto de França
VOCE SE CONSIDERA UMA PESSOA MEDROSA?
Pedro Cardoso Costa
ABRAÇO DE AFOGADOS
Rogivaldo Chagas
A NATUREZA DAS ESCOLHAS
Sibele Arroxellas
TAMBORIM

Últimas Atualizações
Doe sangue
DO LIXO AO LUXO
Lincoln, o prego e o reino
 
© 2001/2017 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados