Santana do Ipanema - domingo, 25 de fevereiro de 2018

  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sertão
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
Paiva Netto
Conheça o colunista Fale com o colunista
 

25/03/2017
O forte sentido da Religiosidade
 
É dever da Religião, além de ensinar a existência do Espírito imortal, efetivar os resultados práticos desse indispensável conhecimento na reforma do mundo. O paraíso social só virá pelo progresso espiritual.
Eis o pragmatismo que, por força da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, o Brasil, à luz do Novo Mandamento do Cristo, oferece à Humanidade, pois tais noções amadurecerão a consciência dos povos para a realidade espiritual de que ninguém pode fugir. Não se pode impunemente impedir a manifestação daquilo que nasce com o homem, mesmo quando ateu: o sentido de religiosidade que se expressa das mais variadas formas. Trata-se de determinismo histórico e, acima de tudo, Determinismo Divino. Antes que fatalmente a Ciência conclua, em laboratório, sobre a perenidade da vida, cumpre à Religião não só falar com maior objetividade sobre a existência do Espírito após a morte, mas também pesquisar o mundo ainda invisível. Enquanto aos olhos exigentes do homem moderno as religiões, o mais das vezes, lhe têm oferecido uma incerteza espiritual, pejada de mistérios — daí o medo do futuro —, o materialismo, firmado nos sentidos físicos, apresenta ao mundo uma “realidade”, que considera palpável, das suas convicções. Isso tem arrastado os seres humanos à sofreguidão pelo gozo das coisas materiais: “Vamos aproveitar agora, porque não sabemos o que vem depois... se é que existe alguma coisa depois...” ouve-se a cada esquina (quando não por palavras, por atos que expressam esse exato sentido).
Daí o delírio e a violência crescentes a não respeitar mais nada, decorrente da ignorância espiritual dos seres humanos. Entretanto, como afirmava Teócrito (c. 320-250 a.C), “enquanto há vida, há esperança”.
E a vida é eterna.

* José de Paiva Netto ― Jornalista, radialista e escritor.
paivanetto@lbv.org.br — www.boavontade.com


Últimas publicações
- Reflexão de Boa Vontade: Igualdade de gênero e erradicação da pobreza1
- Reflexão de Boa Vontade: Oração, trabalho e Paz
- Reflexão de Boa Vontade Exaltar a face cordial da Economia
Colunistas
Antonio Machado
CENTENÁRIO DE CARTOLA
Archimedes Marques
DELEGADO ARCHIMEDES CONTRA O MATA SETE
Augusto Ferreira
Solidariedade começa com pequenos gestos
Carlindo de Lira
INTERIORIZAÇÃO versus METROPOLIZAÇÃO
Carlito Lima
SOCORRINHO
Cicero de Souza Sobrinho (Prof. Juca)
Fabulosa
Clerisvaldo B. Chagas
Resposta Benigna a Machado
Djalma Carvalho
O LIVRO DO GUERREIRO
Fábio Campos
CINZA: COR OU ELEMENTO QUÍMICO?
João do Mato
O QUE É UM PROBLEMÃO PODE TORNAR-SE UMA SOLUÇÃO
Joaquim José Oliveira Chagas
RETALHOS DE UM PAÍS
José Ailson Ferreira Leite
TECLADISTA, PIANISTA E ORGANISTA - PARTE I - O PIANISTA
José Antônio (Toninho)
Cirurgiões-dentistas ganham autorização para solicitar exames complementares
José Avelar Alécio
ENSINO PÚBLICO DE ALAGOAS x ENEM
José de Melo Carvalho
AFONSO ALECIO GOMES, UM BANCÁRIO EXEMPLAR
José Malta Fontes
NÔ PEDROSA
José Vaneir Soares Vieira
VIII - A TERRA E O CÉU FUGIRAM DE DEUS - i
Luciene Amaral da Silva
BRAÇOS DE MÃE
Manoel Augusto
Jogos de azar !!!???
Maria Lúcia Nobre dos Santos
RIO BALDO
Marta Alves Lemos
Acione o limpador
Paiva Netto
Reflexão de Boa Vontade: Igualdade de gênero e erradicação da pobreza1
Pe. José Neto de França
VOCE SE CONSIDERA UMA PESSOA MEDROSA?
Pedro Cardoso Costa
ABRAÇO DE AFOGADOS
Rogivaldo Chagas
A NATUREZA DAS ESCOLHAS
Sibele Arroxellas
TAMBORIM

Últimas Atualizações
Reflexão de Boa Vontade: Igualdade de gênero e erradicação da pobreza1
CINZA: COR OU ELEMENTO QUÍMICO?
Reflexão de Boa Vontade: Oração, trabalho e Paz
 
© 2001/2018 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados