Santana do Ipanema - quinta, 18 de janeiro de 2018

  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sertão
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
Manoel Augusto
Conheça o colunista Fale com o colunista
 

23/02/2010
DESGASTE DOS VEÍCULOS APREENDIDOS
 
DESGASTE DOS VEÍCULOS APREENDIDOS


Sempre que passo diante de um posto da Polícia Rodoviária fico intrigado com a quantidade de veículos automotores apreendidos, se deteriorando face às intempéries, sem qualquer providência à vista, visando uma destinação útil e inteligente.
E aí me refiro também às apreensões feitas pela Polícia Federal, nas operações de combate ao narcotráfico e ao contrabando em geral. São aeronaves, embarcações, automóveis, caminhões, motos e outros veículos, todos ao relento, ocupando espaços, muitas vezes vitais para as repartições responsáveis, além de exigirem vigilância permanente.
Observa-se que esses veículos, apreendidos em plena atividade, se humanos fossem poder-se-ia dizer: “no gozo de sua saúde”, padecem nos pátios oficiais, até perderem totalmente a sua capacidade uso.
Nestes casos, a Lei 11.343 /2006 que instituiu o Sisnad, é bem explícita quanto à destinação desses bens apreendidos, o que não quer dizer que as diligências estejam sendo cumpridas em tempos previsíveis, pelo menos em muitos casos a vista de todos. Quanto aos veículos automotores apreendidos em decorrências de irregularidades no trânsito, ficam conforme o ditado popular, apodrecendo nos depósitos. Em muitos casos são veículos roubados outros acidentados, cada qual com sua estória, esperando uma providência. Se já não existe dispositivo legal que discipline a questão, poder-se-ia instituí-lo.
Aí, a minha indagação: Não seria o caso de se flexibilizar as multas e as taxas de “garagem”, conforme o caso, para que os verdadeiros donos possam regularizar as respectivas situações e retirar os veículos dando-lhes destinação mais digna, evitando os prejuízos de parte a parte?
Para isso, os Detrans e a Polícia Rodoviária Federal poderiam publicar em jornais de grande circulação e na internet, sistematicamente, a relação dos veículos apreendidos por Estado, com prazos determinados, para que os verdadeiros donos tomem conhecimento e promovam os respectivos resgates.
Instituindo-se essa rotina, creio que os pátios e estacionamentos da PRF e dos Detrans seriam esvaziados. Os veículos não procurados nos prazos definidos seriam leiloados consoante a legislação, em benefício do tesouro oficial.
A quem interessar, possa...

maas


Últimas publicações
- Jogos de azar !!!???
- SANTANA DOP IPANEMA, A CIDADE DAS 7 COLINAS!...
- Diário de um Caipira - Paris
Colunistas
Antonio Machado
ANO NOVO, PROBLEMAS VELHOS.
Archimedes Marques
DELEGADO ARCHIMEDES CONTRA O MATA SETE
Augusto Ferreira
Solidariedade começa com pequenos gestos
Carlindo de Lira
INTERIORIZAÇÃO versus METROPOLIZAÇÃO
Carlito Lima
SOCORRINHO
Cicero de Souza Sobrinho (Prof. Juca)
Fabulosa
Clerisvaldo B. Chagas
Resposta Benigna a Machado
Djalma Carvalho
DOUTOR E VAIDADE
Fábio Campos
NEM MEIO, NEM METADE, NEM MEIA VERDADE.
João do Mato
O QUE É UM PROBLEMÃO PODE TORNAR-SE UMA SOLUÇÃO
Joaquim José Oliveira Chagas
RETALHOS DE UM PAÍS
José Ailson Ferreira Leite
TECLADISTA, PIANISTA E ORGANISTA - PARTE I - O PIANISTA
José Antônio (Toninho)
Cirurgiões-dentistas ganham autorização para solicitar exames complementares
José Avelar Alécio
ENSINO PÚBLICO DE ALAGOAS x ENEM
José de Melo Carvalho
AFONSO ALECIO GOMES, UM BANCÁRIO EXEMPLAR
José Malta Fontes
NÔ PEDROSA
José Vaneir Soares Vieira
VIII - A TERRA E O CÉU FUGIRAM DE DEUS - i
Luciene Amaral da Silva
DETALHES
Manoel Augusto
Jogos de azar !!!???
Maria Lúcia Nobre dos Santos
RIO BALDO
Marta Alves Lemos
Desabrochando pra vida!
Paiva Netto
Religião não rima com intolerância
Pe. José Neto de França
VOCE SE CONSIDERA UMA PESSOA MEDROSA?
Pedro Cardoso Costa
ABRAÇO DE AFOGADOS
Rogivaldo Chagas
A NATUREZA DAS ESCOLHAS
Sibele Arroxellas
TAMBORIM

Últimas Atualizações
Religião não rima com intolerância
ANO NOVO, PROBLEMAS VELHOS.
NEM MEIO, NEM METADE, NEM MEIA VERDADE.
 
© 2001/2018 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados