Santana do Ipanema - segunda, 23 de outubro de 2017

  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sertão
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
Manoel Augusto
Conheça o colunista Fale com o colunista
 

05/01/2007
Sentimos muito Senhora Ministra
 
Sentimos muito Senhora Ministra
20.12.2006

O crime no Brasil, já há muito tempo está banalizado. Os criminosos são afoitos e violentos, verdadeiras máquinas de constranger e matar.
Os bandidos não escolhem as vítimas. A não ser em casos de encomendas. O primeiro que por azar der de cara com bandidos está sujeito as mais sórdidas situações, além de ter subtraídos todos os seus pertences, não importando se são apenas documentos ou objetos de usos exclusivamente pessoais.
Antes, apenas nós mortais éramos assaltados. Com o passar do tempo, a institucionalização da impunidade e a defesa dos “direitos humanos aos bandidos”, o crime passou a valer a pena!!! Quando antes, ... acho que há muito tempo atrás, era comum ouvirmos das pessoas sensatas: “O crime não compensa”!
A escalada da violência tem crescido de tal maneira, que o terror se instalou em todos os quadrantes do Brasil, até nas pequenas cidades e fazendas mais longínquas os brasileiros se sentem acuados e desprotegidos. No horizonte político, nenhuma perspectiva de mudança a vista.
Pelo que percebemos, a impunidade vai perdurar por muitos e muitos anos. Os poderes constituídos parecem estar apostando na guerra civil - a qual já vivemos de fato - se institucionalizar, com o povo se armando para a sua própria defesa.
Esta semana, o inusitado aconteceu. A presidente e o Vice Presidente da Suprema Corte foram assaltados no Rio de Janeiro. Na mesma semana, aqui em Maceió, um gerente de super-mercado e sua família foram seqüestrados e uma jovem de 14 anos ficou 50 horas amarrada e de olhos vendados, sob o poder de seqüestradores, pra não falar nos assaltos e assassinatos rotineiros, na invasão do Porto de Maceió por integrantes de movimentos ditos sociais e o fechamento da BR 104 por terroristas que se escondem sob a bandeira dos sem terra.
Até onde vai a escalada de violência, é difícil prever. Ficamos nós a nos perguntar: seremos nós, novamente os próximos?
Num país em que o filho do Presidente da República, o Presidente do Congresso Nacional, Os Presidentes do Supremo Tribunal Federal, Desembargadores e tantas outras autoridades já foram vítimas do banditismo e nenhuma mudança a vista nas leis, nos sistemas carcerários e menos ainda no comportamento dos parlamentares, dos membros da justiça e da polícia, o que podemos esperar?
Segundo a reportagem, a Ministra cancelou compromissos no Rio e quis logo retornar a Brasília, indagando: como vocês podem morar nesta cidade? Ora Excelência, a senhora não sabe? a violência virou “praga nacional”, e nós só podemos lamentar o que fizeram com a Senhora, mas é só o que podemos fazer, enquanto a Senhora, pode fazer muito pela Senhora mesmo, e por todos nós...

Manoel Augusto de Azevedo

Últimas publicações
- Jogos de azar !!!???
- SANTANA DOP IPANEMA, A CIDADE DAS 7 COLINAS!...
- Diário de um Caipira - Paris
Colunistas
Antonio Machado
OS LIMERIQUES DAS ALAGOAS
Archimedes Marques
DELEGADO ARCHIMEDES CONTRA O MATA SETE
Augusto Ferreira
Solidariedade começa com pequenos gestos
Carlindo de Lira
INTERIORIZAÇÃO versus METROPOLIZAÇÃO
Carlito Lima
SOCORRINHO
Cicero de Souza Sobrinho (Prof. Juca)
Fabulosa
Clerisvaldo B. Chagas
Resposta Benigna a Machado
Djalma Carvalho
PORTUGAL E SANTIAGO DE COMPOSTELA
Fábio Campos
O DITO, PELO NÃO DITO
João do Mato
O QUE É UM PROBLEMÃO PODE TORNAR-SE UMA SOLUÇÃO
Joaquim José Oliveira Chagas
RETALHOS DE UM PAÍS
José Ailson Ferreira Leite
ESPECIAL SEMANA SANTA - DOMINGO DE PÁSCOA
José Antônio (Toninho)
Cirurgiões-dentistas ganham autorização para solicitar exames complementares
José Avelar Alécio
ENSINO PÚBLICO DE ALAGOAS x ENEM
José de Melo Carvalho
AFONSO ALECIO GOMES, UM BANCÁRIO EXEMPLAR
José Malta Fontes
SERTÃO EM FLOR
José Vaneir Soares Vieira
VIII - A TERRA E O CÉU FUGIRAM DE DEUS - i
Luciene Amaral da Silva
DETALHES
Manoel Augusto
Jogos de azar !!!???
Maria Lúcia Nobre dos Santos
RIO BALDO
Marta Alves Lemos
Desabrochando pra vida!
Paiva Netto
Saúde mental e Espiritualidade
Pe. José Neto de França
TIROTEIO NO COLÉGIO GOYASES: UMA TRAGÉDIA ANUNCIADA?
Pedro Cardoso Costa
ABRAÇO DE AFOGADOS
Rogivaldo Chagas
A NATUREZA DAS ESCOLHAS
Sibele Arroxellas
TAMBORIM

Últimas Atualizações
Saúde mental e Espiritualidade
TIROTEIO NO COLÉGIO GOYASES: UMA TRAGÉDIA ANUNCIADA?
O DITO, PELO NÃO DITO
 
© 2001/2017 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados