Santana do Ipanema - sexta, 26 de maio de 2017
  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sertão
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
João do Mato
Conheça o colunista Fale com o colunista
 

01/12/2014
O QUE É UM PROBLEMÃO PODE TORNAR-SE UMA SOLUÇÃO
 
Domingo 16/11/2014, dando uma volta por diversas localidades de Santana do Ipanema com nosso amigo José Malta Fontes Neto, Comendador Malta, nos detivemos na ponte da Sementeira, hoje ponte Molhada, para observar mais detalhadamente à vegetação aquática que tomou conta daquele poço que fazia a alegria da meninada da minha época.

Depois de alguns instantes e confabulações, chegamos à conclusão que se trata de uma planta aquática muito conhecida e utilizada na despoluição de curso d água, pela eficiência filtrante do seu sistema radicular que chegar facilmente a 1 m de comprimento.

A planta aquática é a EICHHORNIA CRASSIPES, também conhecida por baronesa, aguapé, jacinto d água ou rainha-dos-lagos e segundo diversos autores é originária da América Central e do Sul.

A baronesa se apresenta suspensa, flutuando, presa em obstáculos do rio e enraizando-se mesmo em locais de águas mais rasas e até em áreas consideradas encharcadas. Sua reprodução ocorre por meio de sementes e por brotações laterais dos seus estolões a partir do rizoma, tipo de reprodução da bananeira.

Vejamos o que diz alguns pesquisadores sobre essa planta aquática;

Os corpos d'água cuja superfície se revestem de aguapé apresentam menores índices de variação térmica, porém, em contrapartida, a perda por evapotranspiração aumenta entre 50 e 300%, quando comparada com corpos d'água livres desta cobertura vegetal, condição que inspira preocupação principalmente nos meses de estiagem e quando se tratam de reservatórios de água para consumo (STRANO, 1987).

A sua abundância no território nacional, aliada às suas características de fácil propagação, capacidade filtrante das raízes, possibilidade de utilização para fabricação de rações, compostos orgânicos e biogás, levou alguns pesquisadores brasileiros a realizar experimentos, objetivando o tratamento do esgoto doméstico pelo aguapé e a exploração de todo o potencial da planta, inclusive na alimentação humana (SILVA et al., 1978; C Uso comercial.

STRANO (1987) refere que a partir do suco extraído da massa seca do aguapé, e posterior eliminação da umidade, é possível obter-se um farelo insípido constituído em cerca de 5% por proteína, com potencial de utilização na alimentação humana ou animal.

Segundo Corrêa (1984), a Eichhornia crassipes é utilizada na engorda de suínos na Birmânia e provoca uma alteração para melhor no sabor da carne.

KWAI et alo (1986) relatam a utilização da Eichhornia crassipes desidratada na alimentação de coelhos de corte, frangos de corte e galinhas poedeiras apontando a planta como fonte segura de xantofilas, o que melhora a coloração da gema dos ovos.

Rebanhos bovinos de criação extensiva na ilha de Marajó e no Mato Grosso do Sul consomem a planta como forrageira, colhendo-a diretamente em áreas alagadas, dentro do perímetro de suas áreas de pastagem (CORRÊA, 1984).

LORENZI (1991) destaca uma produção de 480 toneladas/ha/ano de massa verde. SILVA et ai. (1978) relatam que sua produção é de 212 toneladas de matéria seca por ha/ano quando em águas poluídas, mas ricas em nutrientes. Produção bastante superior à das forrageiras utilizadas na pecuária.

TEJADA e CERVANTES (1974) apud KWAI et alo (1986) analisando 37 amostras de aguapé encontraram valores de proteína bruta variando de 2,3 a 28,4% sobre a matéria seca .PUPO (2000) constatou que os percentuais dos constituintes da planta em análises bromatológicas variavam conforme as características edafodimáticas da região de cultivo, tipo de adubação, idade da planta, época do ano e manejo empregado. PALOMBO et alo (1991) consideram que a composição do aguapé está relacionada principalmente aos teores de matéria orgânica da água em que se desenvolve, temperatura ambiente, idade e época de colheita.

A título de comparação, forrageiras como o capim elefante apresentam 15,9% de proteína bruta e o capim gordura, com 155 dias, 2,4%. Sempre se comparando os valores de proteína bruta com de matéria seca (FREITAS, 1978), enquanto a alfafa, no Brasil, tem sua produção variando de 6 a 20 toneladas/ha/ano de matéria seca (dependendo de cada condição de plantio), com valores médios de 25% de proteína bruta (CAPRIO et al.,1999).

De acordo com o NATIONAL RESEARCH COUNCIL (1989), Quadro 1. Utilização da Eichhornia crassipes na alimentação de bovinos


Utilizar apenas a parte aérea da planta. Desidratar na sombra. Triturar ou não (dependendo do recurso do produtor) Servir no cocho na proporção de 2% do peso vivo de cada animal.

Diante do que foi dito pelos pesquisadores citados acima, cabe a nós encontramos a melhor forma de utilização da baronesa como alimento de animais domésticos, com o cuidado redobrado para que o homem não se contamine na colheita da baronesa e nem agrida ao meio ambiente.

João do Mato, 17 de novembro de 2014

Últimas publicações
- O QUE É UM PROBLEMÃO PODE TORNAR-SE UMA SOLUÇÃO
- Pesquisa sobre o sorgo em Santana do Ipanema
- Projeto da Galinha Capoeira.
Colunistas
Antonio Machado
O PAVÃO IMPONENTE
Archimedes Marques
DELEGADO ARCHIMEDES CONTRA O MATA SETE
Augusto Ferreira
Solidariedade começa com pequenos gestos
Carlindo de Lira
INTERIORIZAÇÃO versus METROPOLIZAÇÃO
Carlito Lima
SOCORRINHO
Cicero de Souza Sobrinho (Prof. Juca)
Fabulosa
Clerisvaldo B. Chagas
Resposta Benigna a Machado
Djalma Carvalho
ENSINANDO E APRENDENDO
Fábio Campos
BELCHIOR: DEIXOU-NOS O NOSSO REI MAGO.
João do Mato
O QUE É UM PROBLEMÃO PODE TORNAR-SE UMA SOLUÇÃO
Joaquim José Oliveira Chagas
RETALHOS DE UM PAÍS
José Ailson Ferreira Leite
ESPECIAL SEMANA SANTA - DOMINGO DE PÁSCOA
José Antônio (Toninho)
Cirurgiões-dentistas ganham autorização para solicitar exames complementares
José Avelar Alécio
ENSINO PÚBLICO DE ALAGOAS x ENEM
José de Melo Carvalho
AFONSO ALECIO GOMES, UM BANCÁRIO EXEMPLAR
José Malta Neto
ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA
José Vaneir Soares Vieira
VIII - A TERRA E O CÉU FUGIRAM DE DEUS - i
Luciene Amaral da Silva
O DESAFIO DE UMA VIDA SAUDÁVEL
Manoel Augusto
Jogos de azar !!!???
Maria Lúcia Nobre dos Santos
RIO BALDO
Marta Alves Lemos
Três amores
Paiva Netto
Web, educação e poder
Pe. José Neto de França
EU, LIVRE A FAZER-ME
Pedro Cardoso Costa
REFORMA DA PREVIDÊNCIA: QUAL EMPREITEIRA ESTÁ BANCANDO?
Rogivaldo Chagas
A NATUREZA DAS ESCOLHAS
Sibele Arroxellas
E dois anos se passaram...

Últimas Atualizações
O PAVÃO IMPONENTE
ENSINANDO E APRENDENDO
Web, educação e poder
 
© 2001/2017 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados