Santana do Ipanema - quinta, 22 de junho de 2017
  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sertão
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
Djalma Carvalho
Conheça o colunista Fale com o colunista
 

01/06/2017
A MENINA DO PASSO
 
Djalma de Melo Carvalho
Membro da Academia Santanense de Letras

Costumo chamá-la carinhosamente de Menina do Passo. Hoje ela completa 70 anos de idade e celebra seu aniversário natalício com festa em alto estilo, cercada do carinho de familiares e de amigos, também destinatária de homenagens várias.
Rosineide Lins nasceu em Passo de Camaragibe, cidade do litoral norte de Alagoas, terra natal de alagoanos ilustres, como Aurélio Buarque de Holanda, Fernandes Lima, Ambrósio Lira, Messias de Gusmão, entre outros.
Ela também é alagoana ilustre, a julgar pela vitoriosa carreira profissional que completa sua admirável biografia. Mulher de uma vida e muitas lutas, guerreira, atuante sindicalista, filiada a partido político, de trabalho honrado e mãe de família exemplar. Também é sócia honorária da Academia Maceioense de Letras.
Para alinhavar esta crônica fui buscar a lapidar frase de Cora Coralina (1889-1985), poetisa e escritora de Goiás, que disse: “Eu sou aquela mulher que fez a escalada da montanha da vida removendo pedras e plantando flores.”
Rosineide Lins passou toda sua infância feliz e a pré-adolescência de boas recordações na cidade que lhe serviu de berço.
Filha de pais modestos, ela estudou, como interna e bolsista, no Colégio de São José, em Maceió, e no Colégio Cristo Redentor, em Palmeira dos Índios. No Colégio Imaculada Conceição, em Maceió, concluiu seu curso pedagógico, aí realizando o sonho de ser professora e educadora por vocação.
Começava, assim, a longa caminhada em busca de sua formação profissional e realização pessoal, como havia sonhado. Aprovada em concurso, serviu em escola pública no interior do estado. Em Barra de Santo Antônio, por exemplo, andou até de canoa para chegar ao seu grupo escolar. Antes, ensinara em escolas particulares para sobreviver e viver honradamente e, ainda, poder continuar seus estudos.
Graduada em pedagogia, ministrou aulas no Centro de Estudos Superiores de Maceió (Cesmac) e na Universidade Federal de Alagoas.
Na Ufal exerceu o cargo de chefe de departamento, diretora do centro de educação e chefe de gabinete da reitoria. Por iniciativa de colegas, e em conformidade com a praxe institucional, sua foto ficou afixada na galeria de diretores do referido centro pelo fato, também, de ter sido ela sua primeira diretora.
Exerceu por três vezes o cargo de secretária de estado em Alagoas, aí incluído o de secretária de educação. Durante sua vida de professora universitária, Rosineide Lins foi atuante sindicalista, com atividade política partidária exercida nos limites dos bastidores dos partidos, aos quais se encontrava filiada.
Mulher corajosa, decidida, vitoriosa. Em suas atividades sindicais e políticas defendeu o ensino público e gratuito, lutou pela melhoria das condições de trabalho dos professores, pela garantia dos seus direitos trabalhistas e pela implantação de políticas públicas voltadas para a mulher e, sobretudo, para as crianças. Como secretária de educação, empenhou-se por uma escola inclusiva.
Enquanto dava conta da agitada vida profissional e pública, cuidava dos irmãos de menor idade, criando-os como se fossem seus próprios filhos.
Por tudo isso, em verdade escalou montanhas e removeu pedras.
E as flores que plantou? Claro, refiro-me à sua vitoriosa carreira profissional, à sua família maravilhosa, bem estruturada, de três filhos e seis netos. Adotou, ademais, sobrinhos que continuam a tratá-la com muito carinho e incondicional amor filial.
Finalizando, ainda recorro à sabedoria de Cora Coralina: ”O que vale na vida não é o ponto de partida e sim a caminhada. Caminhando e semeando, no fim terás o que colher.”
Aposentada e vivendo a vida com que sempre sonhou, Rosineide orgulha-se da carreira que abraçou com tanta dedicação e ardor profissional.Também de ter sido educadora de várias gerações de alagoanos, com certeza seu especial legado.
Hoje, em belíssima festa e sendo alvo de inúmeras homenagens, celebra seu aniversário natalício, feliz da vida, dizendo: “Começaria tudo de novo!”
Parabéns, querida. Que Deus nos dê, juntos e felizes – marido e mulher – muitos anos de vida.

Maceió, 1º de junho de 2017.





Últimas publicações
- A MENINA DO PASSO
- ENSINANDO E APRENDENDO
- FESTIVAL VIVA DOMINGUINHOS
Colunistas
Antonio Machado
DIA DOS NAMORADOS
Archimedes Marques
DELEGADO ARCHIMEDES CONTRA O MATA SETE
Augusto Ferreira
Solidariedade começa com pequenos gestos
Carlindo de Lira
INTERIORIZAÇÃO versus METROPOLIZAÇÃO
Carlito Lima
SOCORRINHO
Cicero de Souza Sobrinho (Prof. Juca)
Fabulosa
Clerisvaldo B. Chagas
Resposta Benigna a Machado
Djalma Carvalho
A MENINA DO PASSO
Fábio Campos
SANTO ANTÔNIO, EU VOU DE BICICLETA!
João do Mato
O QUE É UM PROBLEMÃO PODE TORNAR-SE UMA SOLUÇÃO
Joaquim José Oliveira Chagas
RETALHOS DE UM PAÍS
José Ailson Ferreira Leite
ESPECIAL SEMANA SANTA - DOMINGO DE PÁSCOA
José Antônio (Toninho)
Cirurgiões-dentistas ganham autorização para solicitar exames complementares
José Avelar Alécio
ENSINO PÚBLICO DE ALAGOAS x ENEM
José de Melo Carvalho
AFONSO ALECIO GOMES, UM BANCÁRIO EXEMPLAR
José Malta Neto
FRANCISCO JOSÉ, 40 ANOS NO AR
José Vaneir Soares Vieira
VIII - A TERRA E O CÉU FUGIRAM DE DEUS - i
Luciene Amaral da Silva
O DESAFIO DO CUIDADO
Manoel Augusto
Jogos de azar !!!???
Maria Lúcia Nobre dos Santos
RIO BALDO
Marta Alves Lemos
Três amores
Paiva Netto
Doe vida
Pe. José Neto de França
CICATRIZES OU FERIDAS?
Pedro Cardoso Costa
REFORMA DA PREVIDÊNCIA: QUAL EMPREITEIRA ESTÁ BANCANDO?
Rogivaldo Chagas
A NATUREZA DAS ESCOLHAS
Sibele Arroxellas
E dois anos se passaram...

Últimas Atualizações
Doe vida
CICATRIZES OU FERIDAS?
Vencendo as diferenças
 
© 2001/2017 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados