Santana do Ipanema - sexta, 22 de setembro de 2017
  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sertão
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
Djalma Carvalho
Conheça o colunista Fale com o colunista
 

03/09/2017
TRAVESSURAS DE ZÉ MALTA
 
Djalma de Melo Carvalho
Membro da Academia Santanense de Letras, Ciências e Artes.

Pessoa travessa é pessoa astuciosa, engraçada, espirituosa. Tratando-se de criança, então, acrescentar-se-á o qualificativo traquinas.
Disse Simone De Beauvoir, escritora e filósofa francesa: “O que é um adulto? Uma criança de idade.” O mesmo raciocínio teve Nelson Rodrigues: “Adulto não existe. O homem é o menino perene.”
O saudoso José de Albuquerque Malta, o Zé Malta, por exemplo, teria recebido todos esses qualificativos no curso de sua alegre existência, de criança a adulto.
Venho lendo, há algum tempo, e-mails a mim endereçados pelo conterrâneo João Tertuliano, que reside fora de Alagoas. Melhor dizendo: venho tentando ler e interpretar seus cifrados ou enigmáticos textos escritos em estilo exótico, ora com sílabas em caixa-alta e apóstrofos, ora em tamanho normal. Desse modo, seus textos, acompanhados de rico acervo iconográfico, vêm contando, em gotas, a história de Santana do Ipanema, sua terra natal. Reminiscências, certamente encontradas no fundo do baú de seus familiares. Indicou-me, há pouco, o nome de Zé Malta, personagem de várias crônicas que escrevi, sugerindo-me nova empreitada literária.
Nascido em Mata Grande, sertão de Alagoas, Zé Malta, aposentado dos Correios e Telégrafos, adotou a cidade de Santana do Ipanema para nela residir com a família até seus últimos dias de vida. Faleceu em 1991, ao completar 78 anos de idade.
Pessoa bem-humorada e muito querida, Zé Malta não dispensava uma lorota por onde passava, contar uma divertida piada, um causo engraçado e mexer com desmiolados. Homem de bem, respeitador, pai de família exemplar. Seresteiro, apreciava estar acompanhado de um bom violonista para cantar românticas e eternas valsas do cancioneiro universal. Periodicamente, mandava buscar em Pão de Açúcar Adair Simas, pessoa humilde, mas artista virtuoso a executar ao violão belíssimas páginas musicais, incluindo o belo solo do hino nacional brasileiro.
Todo adulto, na verdade, não deixa de ser a criança que nele sempre existiu.
Vez por outra, Zé Malta punha-se a contar suas travessuras de menino danado, levado, praticadas em Mata Grande, a infernizar sua veneranda mãe. A cada malfeito, recebia dela ameaça de surra. Certa feita, sua mãe, dando conta de uma correia de couro cru, ameaçou surrá-lo. Pendurando a correia a um prego da cozinha, ela preferiu delegar o castigo ao marido. Espalmando a mão em direção do filho, prometeu-lhe:
– Aguarde aí, José. Seu pai chega já!
A surra não aconteceu. Aproveitando providencial descuido de sua mãe, Zé Malta fez com que a chibata se juntasse a outras tantas no telhado da casa.

Maceió, setembro de 2017.


Últimas publicações
- TRAVESSURAS DE ZÉ MALTA
- DEFESA ARROJADA
- DÍVIDA ATUALIZADA
Colunistas
Antonio Machado
FASCÍCLOS QUE FASCINAM
Archimedes Marques
DELEGADO ARCHIMEDES CONTRA O MATA SETE
Augusto Ferreira
Solidariedade começa com pequenos gestos
Carlindo de Lira
INTERIORIZAÇÃO versus METROPOLIZAÇÃO
Carlito Lima
SOCORRINHO
Cicero de Souza Sobrinho (Prof. Juca)
Fabulosa
Clerisvaldo B. Chagas
Resposta Benigna a Machado
Djalma Carvalho
TRAVESSURAS DE ZÉ MALTA
Fábio Campos
LERÊ, LERÊ, LERÊ, LERÊ...
João do Mato
O QUE É UM PROBLEMÃO PODE TORNAR-SE UMA SOLUÇÃO
Joaquim José Oliveira Chagas
RETALHOS DE UM PAÍS
José Ailson Ferreira Leite
ESPECIAL SEMANA SANTA - DOMINGO DE PÁSCOA
José Antônio (Toninho)
Cirurgiões-dentistas ganham autorização para solicitar exames complementares
José Avelar Alécio
ENSINO PÚBLICO DE ALAGOAS x ENEM
José de Melo Carvalho
AFONSO ALECIO GOMES, UM BANCÁRIO EXEMPLAR
José Malta Fontes
SERTÃO EM FLOR
José Vaneir Soares Vieira
VIII - A TERRA E O CÉU FUGIRAM DE DEUS - i
Luciene Amaral da Silva
DETALHES
Manoel Augusto
Jogos de azar !!!???
Maria Lúcia Nobre dos Santos
RIO BALDO
Marta Alves Lemos
Desabrochando pra vida!
Paiva Netto
Vá sem pressa, faça uma prece!
Pe. José Neto de França
A IGREJA NÃO É CASA PARA PERFEITOS, MAS UM HOSPITAL PARA ENFERMOS
Pedro Cardoso Costa
ABRAÇO DE AFOGADOS
Rogivaldo Chagas
A NATUREZA DAS ESCOLHAS
Sibele Arroxellas
TAMBORIM

Últimas Atualizações
Vá sem pressa, faça uma prece!
SERTÃO EM FLOR
LERÊ, LERÊ, LERÊ, LERÊ...
 
© 2001/2017 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados