Santana do Ipanema - domingo, 25 de fevereiro de 2018

  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sertão
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
Antonio Machado
Conheça o colunista Fale com o colunista
 

15/01/2018
ANO NOVO, PROBLEMAS VELHOS.
 
O mundo uma vez dividido e cronometrado pela inteligência do homem, foram surgindo os problemas, as dificuldades, os obstáculos quase intransponíveis e tantos outros na estrada sinuosa dos seres, destacando-se o ser humano o mais inteligente da terra, e certamente, lhe coube o maior dos problemas que permeiam seu campo de ação, e se coube ao homem à condição de gerar conscientemente, os problemas, coube-lhe também, a condição de prover meios de solucioná-los na medida do possível e no compasso do tempo. Arvorou-se na história que o homem é o rei dos animais, e a isto lhe é atribuído o rei do mundo, a ponto de hoje dominar o universo, mormente na tecnologia e nas artes, aumentando-lhe a responsabilidade dada sua inteligência aguçada, John Locke (1632-1704) escreveu: “A lógica é a anatomia do pensamento”.
Observa-se sem ser expert no assunto que o Brasil de hoje vive um momento de recessão, que seja mesmo um período, vem atingindo todas as classes sociais, entretanto, na passagem do ano novo 2017/2018, as festas e comemorações serem parcas, as famílias foram obrigadas a diminuírem grande parte das comemorações tradicionais, visto as dificuldades que agora atravessam somente as cidades maiores mantiveram suas tradições, e muitas, ainda, parcialmente e todas trouxeram contas atávicas do ano que findou estando no ano novo com contas velhas. E a isto, somam-se as famílias que vem se arrastando ao longo dos anos com contas quase impagáveis, haja vista o que se ganha ser pouco para o que se necessita a inflação galopante a exemplo do gás de cozinha, a gasolina, os juros bancários exorbitantes, e tantos outros gêneros de que o ser humano depende, parecendo que tudo está fora de controle, a fora os aumentos impercebíveis que os assalariados sequer sentem a diferença, o governo de Alagoas há dois anos, sequer acionou um centavo de aumento, mormente para os professores, ao que parece para este ilustre cidadão, ser a pior classe de servidores, Voltaire (1694-1778) escreveu: “O valor dos grandes homens, mede-se pela importância dos serviços prestados a humanidade”. Aqueles que têm o poder de mando tem o dever maior de prover condições de auxiliar os menos afortunados, proporcionando-lhes trabalho, saúde, educação e uma perspectiva de vida melhor e mais digna, pois os grandes homens que fizeram e fazem a história deixaram seus nomes inscritos em páginas das mais belas, como exemplo para os próceres.
O governo precisa ouvir seu povo para poder tomar decisões corretas, Rui Barbosa dizia que nem todos que mandam, mandam bem, o povo é sábio em suas decisões. Aristóteles (384 - 322 a. C.) já dizia: “Nunca decidas antes de ouvir as partes”. E assim se arrastam os grandes problemas que parecem não envelhecer na escala do tempo carecendo portanto, da inteligência do homem e que, quantas famílias Brasil afora trouxera contas, problemas que se alongaram ao longo do ano e se postergaram para o ano novo sem perspectiva de serem equacionadas, porque a situação é gritante e difícil, e a dor maior é sempre a do mais pobre.


Últimas publicações
- CENTENÁRIO DE CARTOLA
- MOTOS DO ABANDONO
- ANO NOVO, PROBLEMAS VELHOS.
Colunistas
Antonio Machado
CENTENÁRIO DE CARTOLA
Archimedes Marques
DELEGADO ARCHIMEDES CONTRA O MATA SETE
Augusto Ferreira
Solidariedade começa com pequenos gestos
Carlindo de Lira
INTERIORIZAÇÃO versus METROPOLIZAÇÃO
Carlito Lima
SOCORRINHO
Cicero de Souza Sobrinho (Prof. Juca)
Fabulosa
Clerisvaldo B. Chagas
Resposta Benigna a Machado
Djalma Carvalho
O LIVRO DO GUERREIRO
Fábio Campos
CINZA: COR OU ELEMENTO QUÍMICO?
João do Mato
O QUE É UM PROBLEMÃO PODE TORNAR-SE UMA SOLUÇÃO
Joaquim José Oliveira Chagas
RETALHOS DE UM PAÍS
José Ailson Ferreira Leite
TECLADISTA, PIANISTA E ORGANISTA - PARTE I - O PIANISTA
José Antônio (Toninho)
Cirurgiões-dentistas ganham autorização para solicitar exames complementares
José Avelar Alécio
ENSINO PÚBLICO DE ALAGOAS x ENEM
José de Melo Carvalho
AFONSO ALECIO GOMES, UM BANCÁRIO EXEMPLAR
José Malta Fontes
NÔ PEDROSA
José Vaneir Soares Vieira
VIII - A TERRA E O CÉU FUGIRAM DE DEUS - i
Luciene Amaral da Silva
BRAÇOS DE MÃE
Manoel Augusto
Jogos de azar !!!???
Maria Lúcia Nobre dos Santos
RIO BALDO
Marta Alves Lemos
Acione o limpador
Paiva Netto
Reflexão de Boa Vontade: Igualdade de gênero e erradicação da pobreza1
Pe. José Neto de França
VOCE SE CONSIDERA UMA PESSOA MEDROSA?
Pedro Cardoso Costa
ABRAÇO DE AFOGADOS
Rogivaldo Chagas
A NATUREZA DAS ESCOLHAS
Sibele Arroxellas
TAMBORIM

Últimas Atualizações
Reflexão de Boa Vontade: Igualdade de gênero e erradicação da pobreza1
CINZA: COR OU ELEMENTO QUÍMICO?
Reflexão de Boa Vontade: Oração, trabalho e Paz
 
© 2001/2018 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados