Santana do Ipanema - domingo, 30 de abril de 2017
  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sertão
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
Antonio Machado
Conheça o colunista Fale com o colunista
 

03/04/2017
LEONARDO MOTA, EMBAIXADOR DOS SERTÕES
 
Os bons livros não morrem, perenizam-se no tempo, e perpetuam-se na história, mormente, quando escritos por inteligências fecundas, a exemplo do imortal homem das letras, Leonardo Mota (1891-1948), que dentre outros livros de sua notável memória, registro, Violeiros do norte, publicado em primeira edição em 1925, exatamente há 92 anos, com várias edições esgotadas, época ainda, em que os geógrafos não haviam criado a região Nordeste, estando acoplada a Norte, mas as edições sucessivas conservaram o nome primitivo da obra, Violeiros do norte. O título deste artigo prezado leitor, Embaixador dos sertões foi criado pelo grande folclorista Luís de Câmara Cascudo (1898-1986).
O livro comentado do grande pesquisador Leonardo Mota, cuja obra já assoma a casa dos 100 anos de existência, está centrado na poesia sertaneja, seus costumes, díteros e crendices populares, notadamente nos sertões do Ceará, onde o autor vivenciou toda a epopeia do bom povo sertanejo com sua perspicácia e simplicidade. Leonardo Mota mesmo com seu nível superior, sabia melhor que ninguém, aproximar-se do homem sertanejo e lhe ganhar a confiança, permitindo-lhe que ele se lhe abrisse a alma revelando até segredos de famílias, sendo bem merecido o título de Embaixador dos sertões, pois eram naquelas paisagens inóspitas e adustas que o pesquisador se sentia à vontade para enriquecer suas fecundas pesquisas, e quando transformadas em livros e conferências, arrebanhava grande quantidade de pessoas aos auditórios, Brasil afora, assustando a todos com sua inteligência prodigiosa nas coisas do sertão.
O que o poeta Leonardo Mota escreveu no passado, entremeia-se hoje de uma cultura de grande valor servindo de apanágio para os lentes da cultura dos tempos atuais, dentre de uma perspectiva que o tempo não envelheceu suas pesquisas, pelo contrario, perpetuou-as na história. Os escritos deste ilustre homem das letras, transformadas em livros, foram verdadeiros best-sellers, tanto é assim que, Violeiros do norte, No tempo de Lampião, Cantadores, Sertão alegre, alguns já beirando a um centenário de existência, com edições esgotadas, dado o valor cultural que focam, mormente a área sertaneja, porque suas pesquisas tornaram-se imortais como nos cantares do poeta Castro Alves, “um livro é o mudo que fala”. Grandes expoentes da literatura brasileira escreveram sobre esse vate que orgulha nossas letras, dele disse Humberto de Campos: “o trabalho de Leonardo Mota, cujo valor só pode ser avaliado pode aqueles que conhecem, pelo convívio demorado, o legítimo sertanejo”, o imortal alagoano Povina Cavalcante, o chamou de rútilo prosador e patriota autentico. O nome do escritor folclorista Leonardo Mota, a exemplo de tantos outros que enalteceram nossa cultura, numa época não muito distante, carece ser lembrado, porque foram importantes em seu tempo, e deixaram escritos imemoriais, que os anos e a poeira do tempo não conseguiram apagar.


Últimas publicações
- CENTENÁRIO DE DAVID NASSER
- PAIXÃO DE JESUS
- LEONARDO MOTA, EMBAIXADOR DOS SERTÕES
Colunistas
Antonio Machado
CENTENÁRIO DE DAVID NASSER
Archimedes Marques
DELEGADO ARCHIMEDES CONTRA O MATA SETE
Augusto Ferreira
Solidariedade começa com pequenos gestos
Carlindo de Lira
INTERIORIZAÇÃO versus METROPOLIZAÇÃO
Carlito Lima
SOCORRINHO
Cicero de Souza Sobrinho (Prof. Juca)
Fabulosa
Clerisvaldo B. Chagas
Resposta Benigna a Machado
Djalma Carvalho
FESTIVAL VIVA DOMINGUINHOS
Fábio Campos
DIFÍCIL DE ACREDITAR, PORÉM É VERDADE!
João do Mato
O QUE É UM PROBLEMÃO PODE TORNAR-SE UMA SOLUÇÃO
Joaquim José Oliveira Chagas
RETALHOS DE UM PAÍS
José Ailson Ferreira Leite
ESPECIAL SEMANA SANTA - DOMINGO DE PÁSCOA
José Antônio (Toninho)
Cirurgiões-dentistas ganham autorização para solicitar exames complementares
José Avelar Alécio
ENSINO PÚBLICO DE ALAGOAS x ENEM
José de Melo Carvalho
AFONSO ALECIO GOMES, UM BANCÁRIO EXEMPLAR
José Malta Neto
ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA
José Vaneir Soares Vieira
VIII - A TERRA E O CÉU FUGIRAM DE DEUS - i
Luciene Amaral da Silva
O DESAFIO DE UMA VIDA SAUDÁVEL
Manoel Augusto
Jogos de azar !!!???
Maria Lúcia Nobre dos Santos
RIO BALDO
Marta Alves Lemos
Três amores
Paiva Netto
Roteiro do êxito na vida
Pe. José Neto de França
EU, LIVRE A FAZER-ME
Pedro Cardoso Costa
REFORMA DA PREVIDÊNCIA: QUAL EMPREITEIRA ESTÁ BANCANDO?
Rogivaldo Chagas
A NATUREZA DAS ESCOLHAS
Sibele Arroxellas
E dois anos se passaram...

Últimas Atualizações
FESTIVAL VIVA DOMINGUINHOS
CENTENÁRIO DE DAVID NASSER
DIFÍCIL DE ACREDITAR, PORÉM É VERDADE!
 
© 2001/2017 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados