Santana do Ipanema - sexta, 21 de julho de 2017
  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sertão
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
José Ailson Ferreira Leite
Conheça o colunista Fale com o colunista
 

06/09/2016
OS LENDÁRIOS DESFILES DE 07 DE SETEMBRO
 
Passando pela praça do monumento, observei sem querer a frieza no qual hoje tentam manter a tradição da semana da pátria, e aí sentando próximo as bandeiras principais, do Brasil, de Alagoas e de Santana do Ipanema, vendo aquele pátio enorme e vazio, fiquei lembrando dos desfiles lendários do meu tempo, pois sei que os mais antigos alcançaram desfiles melhores.

Bom, lembro eu que logo quando eu cheguei a banda fanfarra, da escola padre Francisco Correia escola em que estudei, fui convidado a fazer parte da banda tocando corneta, mas nem cheguei a ensaiar, pois minhas professoras me colocaram pra levar o standart da escola, mas não desanimei, continuei na banda, e na outra apresentação já passei direto para o tarol.

E no primeiro ano que cheguei já havia uma história que na época arrepiava só de ouvir, que era a rivalidade entre as três principais bandas fanfarras da cidade, Padre Francisco Correia, Cenecista (Ginásio Santana) e a banda do colégio estadual, gente, vocês não imaginam como era a rivalidade do ponto de vista de quem participava das bandas, e daí então desfiles lendários foram vividos pelos membros daquela época.

Justamente nesta época, de 06 de setembro nos dirigíamos até as escolas para dar aquele toque final nos instrumentos, mas o bom mesmo era antes, os primeiros ensaios, juntavam aquela galera das duas bandas vizinhas, do Ginásio e do Francisco Correia e ficávamos na praça conversando, brincando, e ao mesmo tempo alfinetando a apresentação da banda rival (no bom sentido), as balizas não podiam ver uma lata batendo que já queriam dançar e aí era só festa.

Um desfile que marcou muito a geração da nossa época de músicos de fanfarra, foi o desfile do ano de 2002, pois naquele ano foi a primeira apresentação da banda Filarmônica Maestro José Ricardo Sobrinho, também foi o ano em que a banda da escola Padre Francisco Correia deixou de lado o status de banda marcial é recebeu o status de banda fanfarra, outra coisa também foi que naquele ano a banda do Ginásio trocou sua roupa de gala, sem falar que naquele ano o gestor da época a qual não recordo o nome trouxe uma banda da cidade de Teotônio Vilela que assustou as bandas de casa.

Sei que muitos ao ler vão dar risadas, muitos vão achar que é bobagem, mas tá aí uma enorme galera da época que não me deixa mentir, Luciano Sax, Marcos Tavares (Março Jarrão), Arissergio (Neném), Dênis (conhecido como igreja), Zaudiron filho de Margarida da paróquia de São Cristóvão, Willames Machado (Cabelinho) Levi Malta, Professor Rossoni, Ebert, enfim, se eu for falar e lembrar de todos não vai caber em menos de três matérias, mas tenho certeza que quem está lendo esta matéria e participou daquela época vai poder lhes explicar a sensação que sentimos hoje vendo esta tradição apagada no tempo.

Esse foi apenas um pedacinho de um dos desfiles que foi vivenciado a tempos atrás, mas muitos outros que estão nas mentes de cada um, foram desfiles memoráveis, e que hoje ao ver esse descaso com o patriotismo nos entristece, por saber que muitos hoje não podem desfrutar de momentos tão bons como foram vividos naquela época, hoje em dia a cidade que tem uma fanfarra tem viva o seu patriotismo.

Ailsonmusictc@yahoo.com.br
Ailson Leitte, músico,compositor, multi instrumentista, intérprete, e colunista.

Últimas publicações
- ESPECIAL SEMANA SANTA - DOMINGO DE PÁSCOA
- ESPECIAL SEMANA SANTA - SÁBADO SANTO ou SÁBADO DE ALELUIA
- ESPECIAL SEMANA SANTA - SEXTA FEIRA SANTA - PAIXÃO DO SENHOR
Colunistas
Antonio Machado
AS SERRAS ESTÃO “CACHIMBANDO”
Archimedes Marques
DELEGADO ARCHIMEDES CONTRA O MATA SETE
Augusto Ferreira
Solidariedade começa com pequenos gestos
Carlindo de Lira
INTERIORIZAÇÃO versus METROPOLIZAÇÃO
Carlito Lima
SOCORRINHO
Cicero de Souza Sobrinho (Prof. Juca)
Fabulosa
Clerisvaldo B. Chagas
Resposta Benigna a Machado
Djalma Carvalho
A FANFARRA DO DIRETOR
Fábio Campos
‘DESPACITO’ E SEMPRE!
João do Mato
O QUE É UM PROBLEMÃO PODE TORNAR-SE UMA SOLUÇÃO
Joaquim José Oliveira Chagas
RETALHOS DE UM PAÍS
José Ailson Ferreira Leite
ESPECIAL SEMANA SANTA - DOMINGO DE PÁSCOA
José Antônio (Toninho)
Cirurgiões-dentistas ganham autorização para solicitar exames complementares
José Avelar Alécio
ENSINO PÚBLICO DE ALAGOAS x ENEM
José de Melo Carvalho
AFONSO ALECIO GOMES, UM BANCÁRIO EXEMPLAR
José Malta Neto
FRANCISCO JOSÉ, 40 ANOS NO AR
José Vaneir Soares Vieira
VIII - A TERRA E O CÉU FUGIRAM DE DEUS - i
Luciene Amaral da Silva
DETALHES
Manoel Augusto
Jogos de azar !!!???
Maria Lúcia Nobre dos Santos
RIO BALDO
Marta Alves Lemos
Três amores
Paiva Netto
Saber querer, de acordo com Jesus
Pe. José Neto de França
ABORTO: A VIDA GERADA NO VENTRE DA MULHER NÃO É UM APÊNDICE
Pedro Cardoso Costa
ABRAÇO DE AFOGADOS
Rogivaldo Chagas
A NATUREZA DAS ESCOLHAS
Sibele Arroxellas
E dois anos se passaram...

Últimas Atualizações
ABRAÇO DE AFOGADOS
AS SERRAS ESTÃO “CACHIMBANDO”
A FANFARRA DO DIRETOR
 
© 2001/2017 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados